sábado, 15 de abril de 2017

Venha a Paz.


Tenho dias de perfeita paz e noção de que estou exactamente onde deveria estar. E fico feliz por isso. :)

Mas depois leio uma notícia horrível qualquer, um vídeo de alguém que ignora um pai com uma criança sem-abrigo mas dá dinheiro para bebedeiras e erva e drogas, ou de um cãozinho bebé que foi salvo do meio de um rio por um sem-abrigo, onde tinha sido colocado para morrer depois de lhe cortarem a pata, bombardeamentos, armas químicas, crianças gaseadas... E fico a pensar que mundo é este.

Que mundo é este?

Quem são estas pessoas, porque é que têm os valores tão trocados? Como é que, na era da informação, ainda há tanta gente tão má? Ou será exactamente por estarmos na era da informação que estamos cada vez mais duros e a maldade se tornou uma forma de reacção?

Dou por mim a desejar uma bola de fogo enfiada pelo c... acima daqueles que fazem mal a pobres criaturas indefesas, os que não ajudam o seu semelhante quando está a passar um pior momento da sua vida... E depois vem aquela sensação de que também somos todos culpados, pois somos consumidores inconscientes de uma sociedade e de um planeta cujos recursos estão cada vez mais escassos, e exploramo-nos uns aos outros de uma forma de total desconsideração... (e a culpa por desejar mal a quem faz o mal... já me foi muito mais fácil perdoar e tentar entender que há actos que são feitos sem consciência, mas agora....)

Torna-se difícil ficar aqui sem conseguir fazer nada... Faço o que vou podendo fazer todos os dias, e de quando a quando tiro estes dias em que tento ser só livre e feliz... Mas às vezes não há como fugir a isto...

Haja mais amor neste mundo, Uns pelos outros, não pelo dinheiro ou pelos bens materiais. Uns pelos outros, humanos e animais. P.f., façam bem aos outros. Ajudem os mais fracos. Adoptem um animal. tratem bem quem se cruza no vosso caminho. Deixem os outros serem felizes. E sejam felizes. Já chega de coisas más no mundo... <3

Sem comentários: